04 maio 2007

E esse é o Marcelino Freire, o escritor que Maria Olivia citou na Roda Viva do dia 30 de abril,com sua história.
Alguns membros do Centro de Apoio, estarão estudando sua vida, suas obras,dentro de um contexto literário árido, vivo,real.

Eu nasci no ano de 1967 em uma cidade chamada Sertânia, alto sertão de Pernambuco. Vivo em São Paulo, vindo do Recife, desde 1991. Escrevi, entre outros, "Angu de Sangue" (Contos, 2000), "eraOdito" (Aforismos, 1998 - 2002) e "BaléRalé" (Contos, 2003), todos publicados pela Ateliê Editorial, São Paulo. Sou também editor, tendo idealizado e lançado, em 2002, a "Coleção 5 Minutinhos" (eraOdito editOra), com livros inéditos, distribuídos gratuitamente, de nomes como Moacyr Scliar, Glauco Mattoso, Valêncio Xavier e Manoel de Barros. Em 2003, lancei a segunda versão da Coleção, desta vez destinada às crianças e reunindo autores como Luis Fernando Verissimo, Ignácio de Loyola Brandão, Haroldo de Campos e Tatiana Belinky. Em 2005, será lançada a versão erótica da Coleção. Sou um dos editores da revista de prosa "PS:SP", lançada, em número único, no ano de 2003. Participei das antologias "Geração 90 - Manuscritos de Computador" (2001) e "Os Transgressores" (2003), organizadas por Nelson de Oliveira para a Boitempo Editorial e que reúnem "Os melhores contistas brasileiros surgidos na última década do século XX". Participei também de algumas importantes antologias no Brasil e no Exterior, como a "Ficções Fraternas" (editora Record, 2003), a "Dentro de um Livro" (Casa da Palavra, 2005) e a "Putas", lançada em Portugal (Quasi Edições, 2002). Alguns de meus contos foram adaptados com sucesso para teatro no Recife, São Paulo e Rio de Janeiro, e interpretados, em especiais na TV, por atores como Beatriz Segall e Walmor Chagas. Alguns, idem, foram publicados em revistas e jornais no México, França, Estados Unidos e Itália. Em 2004, idealizei e organizei a antologia "Os Cem Menores Contos Brasileiros do Século" (Ateliê Editorial e eraOdito editOra), reunindo 100 autores, como Dalton Trevisan, Millôr Fernandes, Marçal Aquino, Raimundo Carrero, João Gilberto Noll, em microcontos inéditos de até 50 letras. Ainda em 2004, idealizei e organizei para a editora paulistana Alaúde a "Série Paralelepípedos", em que autores de cada uma das 27 capitais brasileiras apresentam, para o público infantil e adolescente, a cidade em que nasceram ou onde vivem. Representei o Brasil no III Encontro de Novos Narradores da América Latina e da Espanha, realizado no final de 2003 em Bogotá, Colômbia. Também em 2005 participei da Feira Internacional do Livro, acontecida no Paraguai. Fui um dos destaques da Jornada Literária de Passo Fundo, RS, edição de 2003. E um dos escritores convidados para a segunda edição da Festa Literária Internacional de Paraty, a FLIP, que aconteceu em julho de 2004, sendo apontado, pela imprensa em geral, como uma das "revelações" da Festa. Em julho de 2005, lancei o "Contos Negreiros", meu primeiro livro pela editora Record. Atualmente, escrevo o meu primeiro romance, intitulado "Gonza-H", a ser publicado pela editora Record no final do próximo ano. E também organizo, ao lado do escritor Santiago Nazarian, a antologia de contos gays, em dois volumes, intitulada "Contos para Ler Fora do Armário". Preparo, ainda, o lançamento do programa literário de TV, o "SÁideira", idealizado por mim, com apresentação do escritor e jornalista Xico Sá e realização da Tereré Cinema.

Foto acima: gentilmente clicada e cedida pelo amigo J. R. Duran.

Nenhum comentário: