22 abril 2012

Faxina...

Tem dia que não dá pra deixar pra lá e convém que  logo pela manhã,possamos botar as mãos na massa, fazendo logo o que tem que fazer.
Hoje foi um dia assim, que logo de manhã já queria ver tudo limpo,aliás, pensei a noite toda praticamente sobre o que deveria fazer. Imaginei móveis em outros lugares, porque amo fazer mudanças dentro de casa .Fui pro atelie ainda ontem e trouxe algumas peças decorativas, porque queria ver a casa toda diferente, com ar de que tudo está na mais perfeita ordem. A mesinha do quarto que está num canto sem destaque  ficaria no canto de cá, bem próximo da cama,para que revistas fiquem á mão quando sentir desejo de folhear...a mesa do computador, limpa , sem pó algum, ficaria organizada e com flores mesmo que sejam de papel.
Assim,iniciei a manhã. Arrancando tudo do lugar. Abri as janelas,para que ficasse tudo arejado. Mesmo sem sol, o vento adentrou e o quarto ficou cheiroso.Tirei as roupas de cama, já fui logo descendo com todas as roupas sujas pra lavanderia e entre conversa com a Kiara ( minha  cachorra) e peixes e tartarugas, fui botando tudo em ordem. Deu uma enorme vontade de comer feijão preto e então, escolhi, lavei e coloquei na pressão. Temperei uns peixes frescos que trouxe do mercado e me inspirei por completo.
Torneira do tanque lavando tudo. Roupas recolhidas e estendendo outras. Cheiro bom do almoço invadindo a casa e assim prossegui.
Sinto que com isso, a mente se equilibra, e vem logo o sentimento de que vamos conseguir caminhar sempre.Porque a vida é uma roda viva mesmo e precisamos nos sentir animados, vivos.
Eu experimento muito isso. Poder arejar a casa, limpar tudo, revirar gavetas e jogar fora o que não usamos mais. Fazer limpeza na bolsa, esvaziar um bolso qualquer. Aspirar por cima dos maleiros. Rever armários, faxinar o freezer ou a geladeira. Isso faz bem . No final, colocar flores, trocar os tapetes, colocar uma manta limpa e cheirosa no sofá,mesmo que ele esteja rasgado,sempre faz bem.
São momentos  que a gente chama de faxina, mas que  junto com a casa , estamos faxinando a nós mesmos também e isso renova as nossas forças.
Vou registrar que não deu ainda pra acabar a faxina,pois a água acabou e cá estou a esperar. Mas os cômodos que foram limpos , os cantos que foram renovados, ambientes que se desfizeram e deram lugar pra um novo perfil, uma nova cara, já me fizeram um bem enorme.



Um comentário:

TETE ARTESANATO disse...

é isso minha amiga!! tudo isso faz muito bem pra mente e também pra alma!! a sensação de tudo limpo!
Bjosss!!!